//
Acepi
//
//
Notícias
Sites de eCommerce são alvo privilegiado dos hackers
Sites de eCommerce são alvo privilegiado dos hackers
27 de Novembro de 2018
Com o interesse pelas compras online a crescer os hackers colocaram na sua "lista" os ataques aos sites de eCommerce.

Há cada vez mais cibercriminosos à espreita de oportunidades para atacar utilizadores e utilizar as suas credenciais para adquirir bens e serviços nas lojas online ou simplesmente vendê-las na “dark web”, como mostra um estudo da Shape Security.

De acordo com os dados, as lojas de retalho online são as principais vítimas dos ataques, e 90% do tráfego global gerado pelas autenticações tem origem criminosa. É explicado que os hackers utilizam programas para aplicar dados roubados em enchentes de tentativas de autenticação, uma técnica apelidada por “credential stuffing”.

Para além dos sites de e-commerce, também as companhias aéreas, banca e serviços financeiros são vítimas preferenciais, com cerca de 60% de autenticações com origem criminosa. O estudo aponta que 3% das tentativas são bem-sucedidas, custando ao sector do comércio eletrónico cerca de seis mil milhões de dólares por ano e às entidades bancárias prejuízos de 1,7 mil milhões de dólares. Por fim, os negócios das transportadoras aéreas e hotéis somam 700 milhões de perdas por ano.

Os especialistas aconselham os utilizadores a mudarem as passwords frequentemente, apesar de acreditarem que, embora os hackers estejam mais sofisticados no roubo de credenciais, também tem havido grandes melhorias nos sistemas de segurança.